quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Aqui ninguém se omite

Ouçam trechos do que eu disse nos programas Panorama Esportivo da rádio Dirceu AM de segunda-feira (19/09/2011) e terça-feira (20/09/2011), respectivamete sobre mais um fracasso do MAC.

Participações também do repórter Ed Nelson e do plantonista Miquele Marvulo da equipe de esportes das rádios Dirceu AM e Diário FM.


video

AQUI NINGUÉM SE OMITE

video

domingo, 18 de setembro de 2011

Fundo do poço




O que eu presenciei na tarde deste domingo (18/09/11) no Estádio Municipal Bento de Abreu é algo que machuca a minha honra de torcedor do Marília AC e de Comentarista Esportivo desta cidade.

O MAC chegou na última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro precisando de apenas um empate em casa contra o lanterna de seu grupo, Macaé, para se safar do rebaixamento para a Série D, em fim, nunca esteve tão fácil de conquistar a manutenção na divisão.

Mas antes de contar o fim desta história eu vou refrescar a memória do torcedor.

Durante a Série A2 do Campeonato Paulista deste ano, o presidente José Roberto Duarte de Mayo colocou seu cargo a disposição. Sojinha, ex diretor do DAEM, afastado por nepotismo, viu ali sua oportunidade de voltar a mídia e mesmo sem entender absolutamente nada de futebol, assumiu o clube. Sojinha só não contava que precisaria de uma eleição para que ele fosse presidente de direito do clube. Sojinha também parece ter se esquecido de um suposto “acordo” que havia feito com Beto Mayo. Azar dele, na eleição acontecida no início de Abril, misteriosamente os conselheiros do clube, colocados ali por Beto Mayo preteriram Sojinha e colocaram a frente do alviceleste um gênio, por nome Hely Bíscaro que assumiu o clube prometendo servir ao MAC e não ser servido dele.

Pois vai aqui os meus sinceros parabéns ao Sr Beto Mayo e seus conselheiros oportunistas que mais uma vez não pensaram no clube Marília AC e em seus torcedores. Para mim, vocês são os principais responsáveis por mais este rebaixamento.

Hely Bíscaro em menos de quatro meses de mandato, surpreendeu a todos e mostrou que voltou ao MAC, pior do que foi antes, mais egocêntrico e inconseqüente.

É evidente que não será possível citar todas as genialidades que nosso presidente cometeu, mas eu faço questão de dizer algumas, como a dispensa de vários jogadores de qualidade durante toda a competição, deixando impossível o entrosamento do time, atrasos constantes no pagamento do salário dos jogadores e a principal pra mim que foi a troca do excelente Edison Só pelo fraco técnico de futsal Tuca que se mostrou despreparado para tal função e transformou um time antes equilibrado em uma verdadeira bagunça tática, inventando em suas escalações, como fez colocando Leandrinho no meio campo, Paulinho outro do futsal entre os titulares, excesso de atacantes contra o Ipatinga em casa, injustiçando o menino Juninho, entre muitos erros que é de se esperar de quem não é do ramo.

Ditador, Hely Bíscaro não aceitou ninguém que se colocou contra suas opiniões, censurando o trabalho de jornalistas renomados na cidade como Jorge Luís e Guilherme Maia, além de casos mais absurdos que foram as agressões ao torcedor comerciante Luis César onde ele esteve envolvido na confusão e ao repórter Ed Nelson do grupo CMN, onde seu filho, Rafael Bíscaro o empurrou cerceando o trabalho do profissional.

Agora fica fácil entender o porque de mais um fracasso. Jogando muito mal o tigre foi derrotado nesta tarde pelo Macaé por 6 a 4, placar de futsal e com a vitória do Madureira foi rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro, chegando ao fundo do poço.

Estranho? Sem dúvida que sim, mas agora de que adianta?

Resta saber qual será o futuro do MAC. Até quando o nome e a tradição deste clube serão manchados e desrespeitados? Esta resposta eu não sei, mas certamente enquanto restar homens como Hely Bíscaro, Dr Sérgio Nechar, Beto Mayo e conselheiros descomprometidos envolvidos com o clube, esta história não mudará.

Lamentável.

domingo, 4 de setembro de 2011

Mexeram com quem não deviam

A cidade da mutreta e do descaso a população não verá mais um caso aonde o bandido sairá ileso pelo que fez.

Fui à delegacia e sou testemunha do repórter Ed Nelson que foi agredido pelo filho do presidente do MAC, Rafael Bíscaro, ontem na derrota do Tigre para o Ipatinga por 2 a 0 no Abreuzão no momento em que tentava entrevistar o comerciante Luis Cesar, torcedor agredido na arquibancada coberta por capachos do presidente Hely Bíscaro, pivô de mais uma confusão e que não aceitou a manifestação do torcedor de 53 anos que emitia sua opinião.

Não existe mais ditadura no futebol e é inadmissível que um clube desta grandeza tenha no seu comando um cidadão que sequer respeita a liberdade de expressão. Que considera normal atrasar salários de profissionais que trabalharam o mês inteiro.
Que age com força bruta contra um torcedor fiel que deixou sua família em casa para apoiar o seu clube e que apenas extravasava a favor do que entendia que estava errado com seu clube de coração, dentre outras “qualidades” deste mau-caráter que eu considero um gênio que escolheu o lado errado na vida.

A sua história Sr Hely Bíscaro, eu conheço desde o grêmio estudantil no Bezerra de Menezes e não me calarei ou me omitirei como muitos fazem. Mas não serei só eu, peixe pequeno, que irá lutar pela sua extinção nesta cidade. Você agora verá o porquê o grupo CMN tem a voz mais forte dentro desta cidade.

Espero que os conselheiros responsáveis pela eleição do atual presidente também apareçam e mostrem comprometimento com o torcedor agindo contra toda esta palhaçada.

O torcedor que estiver lendo isto agora pode ter certeza que o jornal Diário e as rádios Dirceu AM e Diário FM irão lutar por aquilo que entendemos ser melhor para o clube da cidade.