segunda-feira, 1 de julho de 2013

Valeu Rio, Valeu Brasil

E como o tempo é capaz de mudar as coisas. A exatos 20 dias atrás, eu e toda a equipe de esportes da TV Esporte Osasco, nos preparávamos para a primeira cobertura de Copa das Confederações de nossas carreiras e encontrávamos uma seleção Brasileira, totalmente desprestigiada no cenário nacional e até mesmo mundial. Encontrávamos desconfiança em como seria o evento teste para a Copa do Mundo. Nos deparávamos com um país que gastou muito para atender aos padrões FIFA e sediar uma Copa do Mundo. 20 dias depois, nesta segunda feira (01/07/13), podemos dizer que tudo mudou. A seleção Brasileira reconquistou a confiança do torcedor, vencendo a Copa das Confederações de forma invicta. O Brasil passou no teste e sediou bem a competição e o Brasileiro mostrou que é torcedor, mas não é bobo e foi as ruas protestar o porque de tanto dinheiro público assim investido em estádios, com tantas coisas falhas no país.

Na bola, a seleção Brasileira, de Scolari, encheu o brasileiro de orgulho, com atuações maravilhosas. Destaque ao chocolate, por 3 a 0, aplicado na final da competição pra cima da Espanha, atual campeã do mundo. Provando que o problema anteriormente não era individual, não era ter ou não, Ronaldinho, ter ou não Ramires, ter ou não Kaká e sim coletivo. Precisava-se de tempo para treinamento, para entrosar um time. Esse tempo não foi tão grande, mas foi suficiente para o técnico Felipão, que mostra mais uma vez, ser vitorioso, que tem como maior qualidade a facilidade ter um grupo em suas mãos e sugar ao máximo aquilo que possui. A tal família Scolari voltou, com o mesmo Felipão do Penta. Que pode sim ser contestado, como um técnico que não evoluiu taticamente, mas de fato não precisou. Com um padrão tático bem definido de três atacantes, como o brasileiro gosta, recolocou o Brasil como um dos favoritos ao título mundial no ano que vem e contou com o talento de Neymar para isso. Esse talvez, o maior exemplo que o tempo é capaz de mudar tudo. A 20 dias, o craque brasileiro era uma dúvida se teria condições de assumir o papel de líder dessa seleção e hoje acredito que mais ninguém levante essa questão. Quatro gols, dribles desconcertantes, maturidade e sobretudo liderança. Isso tudo com 21 anos. Neymar chegará ao Barcelona, com a moral de ter conquistado o premio bola de ouro da Copa das Confederações, desbancando o seu companheiro de time Iniesta. Um gênio da bola.


Com esses 20 dias no Rio de Janeiro, pude acompanhar tudo o que envolveu a preparação carioca para receber o mundo no ano que vem e de uma forma geral, gostei do que vi. Aeroportos bem sinalizados. Disponibilidade e várias opções em hotéis, com preços para todos os bolsos. Transporte público funcionando bem e de forma gratuita em dia de jogos. Ingressos com preços adequados e com ótima distribuição. Segurança no entorno do estádio, impossibilitando trabalho de cambistas. Ressalvas negativas para o transito, dificuldade em estacionar próximo ao Maracanã, sistema de telefonia, dentro e próximo do estádio, preço dos produtos vendidos, dentro do estádio, mas nada que deixasse uma impressão final negativa, ainda dando-se por conta que o evento foi teste e se tem mais um ano para aprimorar e não repetir os erros. E claro vai precisar melhorar, porque o número de pessoas que estarão aqui será bem maior, do que estiveram na Copa das Confederações.


Nesses 20 dias o brasileiro, mostrou que tem voz. Não somente para cantar o hino nacional depois que a FIFA, desligava o som, o que aliás foi para mim o que de mais emocionante aconteceu durante o evento, mas para ir as ruas e mostrar que não aguenta mais tanto descaso dos políticos com o povo. O país, antes acomodado, passou de uma hora para outra a ser "protestante". Não no que se diz a religião, mas sim a ir protestar pelos seus direitos, lutar por melhorias, por saúde, por educação e etc. E em 20 dias conseguiu algumas vitórias, como baixar a tarifa do transporte público, motivo porque tudo começou e derrubar a PEC37. E acredite isso não deve acabar tão cedo.



Em 20 dias, o brasileiro simplesmente teve orgulho de ser brasileiro. Seja dentro ou fora de campo, mas sim orgulhoso como a muito tempo não se via um povo patriota.

E posso dizer que fiquei honrado com a oportunidade de ver tudo isso de perto, na minha primeira cobertura de um evento mundial, com 22 anos, pela maravilhosa emissora TV Esporte Osasco, que como o gigante que acordou, também não para de crescer. 


video


Parabéns Brasil! Que outros 20 dias como esses possam se repetir na minha carreira profissional e na história desse país, porque como diria o poeta, o show tem que continuar.


domingo, 13 de maio de 2012

Ídolo de volta

O Marília Atlético Clube confirmou o retorno do ídolo Fabiano Gadelha aos 33 anos de idade para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

Ele se junta a um elenco forte que vem sendo montado para o campeonato nacional, que já conta com nomes como de Marcio Luiz e Léo, remanescentes do estadual.

Parabéns a diretoria do MAC que priorizou a qualidade, ao invés, da quantidade e trouxe este paraibano que é um dos maiores ídolos da história recente do alviceleste.

Trazer o Gadelha para mim é a mesma coisa que anunciar dez reforços.

Pode ter quem diga que há algum tempo ele não tem uma boa passagem pelos clubes que jogou nos últimos anos, mas aqui ele corresponderá com toda certeza.

A identificação é tanta que o jogador escolheu Marília para viver a algum tempo.

Digo a todos os maqueanos do Marília Gol, o MAC está no caminho certo. É evidente que cometeu erros, já apontados por mim, na Série A-3 que culminou na desclassificação na segunda fase da competição, e estes, tem que serem absorvidos com humildade e corrigidos e é justamente o que parece estar acontecendo.

O trabalho é novo. A diretoria é nova. É absolutamente natural erros por falta de experiência com determinadas situações, mas para mim é indiscutível a capacidade e credibilidade do trio Sojinha, Marcio Rossini e Brejão. Cada um importante na sua função.

E hoje eles fizeram um golaço.

Parabéns torcedor maqueano. O ídolo Fabiano Gadelha está de volta e com ele em campo, o tigre vem muito mais forte em busca do acesso. Anota!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Desnecessário



No mínimo estranha à situação do atacante Eduardo Salles do Marília Atlético Clube.

O jogador nesta semana esteve com seu pai no Bento de Abreu pleiteando um aumento salarial, alegando que tinha proposta do Toledo – PR.

Titular absoluto, Salles não foi relacionado para a partida deste domingo às 10h, contra o Taubaté no Vale do Paraíba.

O motivo relatado pelo clube é que o atacante vem atuando no sacrifício nas últimas partidas e o departamento médico só estava o liberando pela falta de atletas da posição, mas como agora a situação é outra, o atleta foi preservado para poder se tratar e agüentar atuar na fase decisiva.

Em contrapartida as coisas não estão parecendo tão simples assim. Salles através de uma rede social se mostrou descontente e fez a seguinte publicação:

“Fora dos gramados por tempo indeterminado! Chega de pensar nos outros e querer ajudar todo mundo sendo que ninguém me ajuda! Vou cuidar do meu tornozelo que eu ganho mais!!!“

A publicação me permitiu pensar que o jogador se referia que “ninguém o ajudou” na questão salarial e que por este motivo ele não ia mais “pensar nos outros” e iria se tratar, mas em seguida ele deu maiores explicações em uma outra publicação em resposta a um torcedor:

“Fui barrado, por mim eu não saía e tratava meu tornozelo só depois do campeonato mas obedeço ordens, infelizmente!”

Esta postagem já me permitiu pensar que ele mostrava descontentamento por ter ficado de fora, mas porque usou a palavra barrado? Uma vez que ele apenas foi poupado!

Será que o tom da conversa com ele foi diferente? Será que com a chegada de atletas como João Paulo, Felipe Miranda e Vinícius Paquetá, seguido de diversos gols perdidos, incluindo pênaltis, a intenção do MAC não é mais tê-lo no elenco que está indiscutivelmente inchado?

Não sei, mas está estranha a situação!

De uma coisa tenho certeza, desnecessária uma publicação neste tom nesta altura do campeonato, com o time em rodadas decisivas para se classificar a próxima fase, assim como foi extremamente desnecessária a ida de seu pai e o pedido de aumento salarial.

Devia contentar-se em estar recebendo rigorosamente em dia, algo que é raridade na série A-3.

Ele assinou concordando com este valor. Poderia esperar o termino da competição para negociar sua renovação, aí sim, seria o momento ideal.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Vai começar

Iremos começar a descobrir como será o ano do MAC (Marília Atlético Clube) a partir deste domingo quando a equipe fará sua estréia no Campeonato Paulista da Série A3 diante do Guaçuano em Mogi Guaçú.

Acompanhei toda a preparação e pude perceber o esforço que foi feito pela atual gestão do clube para a montagem do elenco.

É preciso ser levado em consideração que o nível técnico da divisão é muito baixo, mas nos jogos-treino não tive uma boa impressão do time, faltam alguns atletas estrearem é verdade, mas creio que algumas contratações ainda precisarão acontecer para o time ficar com condições de brigar pelo acesso.

Espero que o esforço da HRD Sports, somado aos investidores angariados pelo conselho e parte da diretoria, se completem. Ambos precisam trabalhar em sintonia para o bem do alviceleste.

O que é indiscutível é que o ano para o clube precisa ser diferente dos anteriores, sobretudo do anterior. O torcedor maqueano merece mais respeito.

Domingo à partir de 09h30 o Marilia Gol transmitirá a estréia do MAC direto de Mogi Guaçú, iniciando uma nova era na comunicação de Marília.

A hora é de apoiar.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Nota pessoal

Informo aos meus ouvintes que no dia de hoje (27/12/11) me desliguei da empresa CMN.

Obrigado à todos que me ajudaram e que me compreenderam durante estes cinco anos de aprendizado e alegrias.

Em especial, meus agradecimentos à Tathi Camargo, Miquele Marvulo e José Ursílio que acreditaram em mim e me deram oportunidade quando eu tinha apenas 16 anos de idade.

Feliz, sigo no projeto MARILIAGOL e quando houverem novidades profissionais, voltarei aqui para avisá-los.

Obrigado

domingo, 20 de novembro de 2011

Sonho meu

Não quero eu ser visto aqui como pessimista e até por isso antes da minha explanação, quero começar esta matéria dizendo que prefiro um poste ao Hely Bíscaro presidente do MAC, ou melhor, prefiro um cadeado, leia-se o clube fechado ao invés do “câncer”, mas fico bem à vontade pra cravar:

O conselho deliberativo do Marília Atlético Clube mais uma vez zombou com a cara do torcedor alviceleste!

Escolher, Edinaldo Souza como candidato a presidência e Sojinha vice, mais uma vez mostra que este conselho, entenda Beto Mayo, está mais preocupado em não perder o poder, do que com o melhor para o clube.

Para sair do fundo do poço o MAC precisaria de credibilidade, acima de qualquer coisa

Digo isto, porque a conseqüência de se ter credibilidade à frente do clube é a conquista de recursos e da confiança da torcida.

Edinaldo Souza, homem desconhecido do meio, não mostra estar preparado para ser presidente de um clube desta grandeza e para piorar é taxado como, “homem do Beto”. Por isso sua credibilidade é zero!

Já quanto ao Sojinha, prefiro não comentar...

Sabe que empresa séria irá investir no MAC? Nenhuma!!!

Depois eles vêm ao microfone, reclamar da falta de apoio...

O torcedor está cansado! Fadigado! Enjoado!

E olha que após a atitude de reparar o erro, destituindo Hely Bíscaro, eu acreditava que o conselho estaria mesmo pensando no bem do MAC e que viveríamos um novo momento.

Sonho meu...

A maior demonstração de que voltamos à era Beto, é a parceria com a HRD Sports, que a princípio não tenho nada contra e inclusive parece ser séria, mas é triste saber que uma cidade do tamanho e da riqueza de Marília, não consegue sustentar um clube de respeito e tradição por falta de credibilidade dos seus gestores.

Irei torcer para queimar minha língua, porque antes de comentarista, sou um fanático pelo Tigrão, mas já acreditei em papai Noel, coelhinho da páscoa, bicho papão e outras lendas nestes últimos anos e o resultado todos sabem...Agora não dá mais...

Lamentável!!!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Dagoberto: o Chulapa de Curitiba




Vejo hoje várias pessoas dizendo que o técnico Emerson Leão barrou o atacante Dagoberto do time do São Paulo, algo que pode acontecer até pela proximidade da sua saída que já parece certa ao Internacional de Porto Alegre, mas está na cara que não é este o motivo que o atacante Tricolor não irá encarar o Furacão hoje em Curitiba.

Desde que Dagoberto chegou ao São Paulo, em 2007, o clube jogou na Arena da Baixada quatro vezes. Dagoberto jogou uma.

Em 2007, vitória do Atlético por 2 x 1 na última rodada. Dagoberto não apareceu, porque o time já era campeão e ele poderia ser poupado...
Em 2008, empate por 1 x 1. Dagoberto não foi... era a segunda rodada, o São Paulo ainda se concentrava na Libertadores. Outra desculpa...
Em 2009, estava no gramado na derrota são-paulina por 1 x 0, gol de Paulo Baier. Única partida...
Em 2010, empate por 1 x 1. Dagoberto simplesmente não foi.



E ainda querem dizer que ele foi barrado da partida desta noite por opção de Leão?

É evidente que não!!!

Fica claro que ele segue os passos de Serginho Chulapa, que sempre "fugía " de jogos no Abreuzão, após sua passagem pelo MAC.

A história contada diz que Chulapa havia arrumado uma namorada por aqui, cujo pai queria matá-lo.

De volta ao São Paulo, passou a encomendar uma lesão, terceiro cartão amarelo ou expulsão a cada vez que o clube ia jogar no Bento de Abreu Sampaio Vidal. Questionado se a história era verdadeira e que teria passado oito anos sem viajar a Marília, Serginho confirmava. "Arrumava uma lesão ou suspensão", disse.

Por isso que eu cravo, Dagoberto é o Chulapa de Curitiba.