terça-feira, 18 de outubro de 2011

Visita à Palmeiras e São Paulo

Neste último sábado (15) estive nos CTs de São Paulo e Palmeiras no segundo dia de curso de radialismo esportivo, ministrado por Alexandre Praetzel da Radio Bandeirantes de São Paulo.



Foi emocionante estar próximo de pessoas que admiro profissionalmente. Entender um pouco mais do dia a dia dos clubes. Uma realidade diferente para mim do interior.

Iniciamos o dia no Palmeiras que vive uma situação ainda mais conturbada desde a última terça-feira (11) quando o volante ex- Marília, João Vítor se envolveu em uma confusão com alguns torcedores e acabou sendo agredido. Kleber tomou as dores do companheiro e fez duras críticas a diretoria do clube e ao treinador Luis Felipe Scolari por não defenderem os jogadores, colocando inclusive que não se sentiria protegido o suficiente para entrar em campo contra o Flamengo. E não entrou, anunciando uma briga pessoal com Scolari que já não quer mais contar com o jogador. O caso se alastra até os dias de hoje sem definição se o atacante permanecerá ou não no clube.



Mesmo com a crise o Palmeiras manteve o combinado com Praetzel e permitiu nossa entrada. Sorte minha que pude participar de uma coletiva fantástica com o ex-goleiro Valdir Joaquim de Moraes. Seu Valdir foi o criador da função, preparador de goleiros, já que entendia ser necessário os arqueiros terem treinos específicos, uma vez que sua posição é muito distinta a um jogador de linha.



Mais tarde no São Paulo, pude comprovar a estrutura do centro de treinamento do clube e tive a sorte de encontrar com alguns jogadores como o meia Lucas que para mim é um jogador acima da média.



No tricolor também pudemos participar de uma entrevista coletiva com o técnico interino Milton Cruz, que ainda exercia a função de auxiliar técnico do treinador Adílson Batista, demitido no último domingo e Juca Pacheco, assessor de imprensa do clube, que nos disse sobretudo de sua função no clube e de algumas situações ocorridas durante seus 15 anos de São Paulo.



Foi realmente fantástico. Quero mais uma vez agradecer ao profissional Alexandre Praetzel que nos proporcionou tudo isso. Só tenho elogios a fazer ao curso e tenho certeza que seguirá assim até o término.



Durante a semana, postarei aqui alguns áudios gravados por mim no sábado. Matérias especiais já foram e continuarão indo ao ar com este conteúdo nesta semana, no programa Panorama Esportivo da Radio Dirceu AM.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Curso ministrado pelo jornalista Alexandre Praetzel da Radio Bandeirantes de São Paulo

Iniciei no último sábado (08/10/2011) o curso de radialismo esportivo ministrado pelo jornalista Alexandre Praetzel da rádio Bandeirantes de São Paulo que aconteceu na Avenida Paulista em São Paulo e quero dividir com vocês algumas experiências que tive neste dia especial.

Primeiro quero destacar que fiquei espantado positivamente pelo alto nível dos alunos participantes do curso, a maioria já formados em Jornalismo e querendo ingressar no mercado de trabalho com maior destaque.



Assisti a palestras fantásticas, de alto nível informativo como a dos repórteres esportivos Rafael Prates (Rádio Globo) e Marco Bello (Transamérica) onde foi muito explorado os bastidores dos clubes de futebol e passado com brilhantismo a experiência deles como setoristas dos clubes da capital, mas para mim o principal momento do dia foi à palestra dos cartolas João Paulo de Jesus Lopes (São Paulo Futebol Clube) e Mario Gobbi (ex diretor do Esporte Clube Corinthians Paulista) que deram um verdadeiro show.

Ambos demonstraram um nível intelectual acima da média, claro, cada um com seu estilo, João Paulo sempre muito elegante e conservador em suas declarações e Mario Gobbi explosivo e mais dinâmico em suas respostas, mas sem dúvida ambos mostraram serem extremamente inteligentes.



É evidente que todos sabem que muito provavelmente eles em breve assumirão os cargos de presidente dos clubes que representam e foi muito interessante ver como agiram um com o outro, deixando explícito o bom relacionamento que tem, muito diferente do que acontece hoje entre os clubes, com uma rixa pessoal entre Andrés Sanches e Juvenal Juvêncio.



Dentre os diversos assuntos abordados e discutidos, dou destaque às respostas dos dirigentes, quando perguntados sobre o porque que os clubes do interior não conseguem sucesso.

Abrem aspas, primeiro a Mario Gobbi que destacou o absurdo do coronelismo que ainda existe no interior: “ Eu sou completamente contra a dirigente que tira dinheiro do bolso para sustentar o clube, porque o clube tem que se alto sustentar, mas é inadmissível o coronelismo que ainda existe em alguns lugares. Caras que acham que são donos do clube e que pensam pequeno”.

Já o cartola São Paulino, João Paulo de Jesus Lopes foi ainda mais taxativo: “Existem diversas cidades no interior que tem potencial para sustentar seus clubes e estarem no cenário nacional do futebol, faltam pessoas de credibilidade e preparadas no comando dos clubes para atrair parcerias com as grandes empresas da cidade, por isso que eu cravo que o grande problema dos clubes do interior se chama gestão”.



O torcedor do Marília Atlético Clube imagino eu deve ter concordado com a palavra dos dirigentes, já que vivemos esta triste realidade do coronelismo e da falta de credibilidade do presidente do clube de nossa cidade. Lamentável.

Semana que vem trarei aqui e no programa Panorama Esportivo da Rádio Dirceu AM entrevistas exclusivas com jogadores de São Paulo e Palmeiras que estarei visitando. Uma oportunidade para o torcedor de Marília conferir entrevistas dos grandes jogadores do mundo da bola.



Não poderia fechar a matéria sem fazer os merecidos elogios ao responsável pelo curso, Alexandre Praetzel que é reconhecidamente um dos melhores e mais respeitados repórteres de São Paulo e do Brasil. Praetzel me impressionou com sua humildade e capacidade. Somente uma pessoa de muita credibilidade poderia trazer nomes tão reconhecidos ao curso.

Como forma de agradecimento e de respeito dei a ele o maior presente, na minha opinião que pode receber um apreciador de futebol, a camisa do tigre mais lindo do mundo.



Veja mais sobre este encontro na matéria feita pelo jornalista Ednílson do portal terceiro tempo de miltonneves.com.br



http://terceirotempo.ig.com.br/noticia/No_curso_de_jornalismo_de_Praetzel_dirigente_afirma_que_a_CBF_deve_R_9_milhoes_ao_Sao_Paulo-54152

sábado, 1 de outubro de 2011

São Bento pode ser reativado




A Associação Atlética São Bento pode estar voltando.

O clube fundado em 1941, foi desativado em 1988 e durante o período sempre trazendo as cores da cidade, vermelha e branca, representou Marília, travando uma rivalidade municipal forte com o Marília Atlético Clube.


O empresário Carlos Marques é o atual presidente do clube e ele será o responsável pela tentativa de reativar a equipe.

Entenda o caso ouvindo a sonora abaixo com o repórter Ed Nelson.

video